Blog

Roupa de médico

A roupa de médicos e outros profissionais da saúde sempre foi motivo de discussão tanto na imprensa quanto nas normativas nacionais

Ontem The New York Times publicou uma matéria citando as novas recomendações de como o profissional da saúde devem se vestir no trabalho. O objetivo dessas regulamentações é um só: diminuir as infecções relacionadas aos cuidados da saúde (infecção hospitalar). 

 

As recomendações incluem a não utilização de adornos quando em contato com pacientes e possuir uma rotina de higienização das roupas.

Gravatas de médicos, por exemplo, possuem mais bactérias que de não-médicos. Um estudo mostrou ainda maior colonização das gravatas por germes resistentes como MRSA.

Algumas recomendações da literatura de vestuário dos profissionais da saúde quando em atendimento a pacientes:

# não usar relógios ou anéis (adornos);

# não usar gravata;

# não utilizar jalecos / aventais ou ter uma rotina de limpeza dos mesmos e

# preferência por camisas de manga curta por facilitar a higienização das mãos.

O estudo ainda não possui a robustez metodológica que a comunidade científica espera, mas a capacidade de micro-organismos serem transmitidos por roupas e a dificuldade de higienizar as mãos na presença de adornos parecem bastantes óbvias.

 

 

Renato Cassol - Médico Infectologista

Porto Alegre - RS