Blog

DENGUE, CHIKUNGUNYA, ZIKA e FEBRE AMARELA, definições de casos suspeitos.

Dengue, Chikungunya, Zika e Febre Amarela são arboviroses que já possuem casos autóctones no Rio Grande do Sul, ou seja, além de casos importados de outros estados da federação, existem casos de transmissão no RS.
Mas quando desconfiar que um paciente está com uma arbovirose?

Para isso existe as definições de casos suspeitos e são elas:

DENGUE: febre ALTA de início súbito, com duração máxima de 7 dias, acompanhada de pelo menos dois dos seguintes sintomas: cefaléia, dor retro-ocular, mialgia, artralgia, exantema, náuseas, vômitos, petéquias, prova do laço positiva, leucopenia.

CHIKUNGUNYA: fase aguda – paciente com febre ALTA, com duração máxima de 7 dias, acompanhada de ARTRALGIA(S) INTENSA de início súbito. Pode estar associado a cefaleia, mialgias e exantema.

ZIKA VÍRUS: Pacientes que apresentem exantema máculopapular pruriginoso, acompanhado de pelo menos DOIS dos seguintes sinais e sintomas: Febre baixa ou inaparente, hiperemia conjuntival sem secreção e prurido, poliartralgia, edema periarticular.

FEBRE AMARELA: Paciente com febre aguda (de até sete dias), de início súbito, com icterícia, procedente de área de risco para febre amarela ou de locais com ocorrência de epizootias em primatas não humanos, nos últimos 15 dias, sem comprovação de vacina contra Febre Amarela.

Dr. Renato Cassol

Médico Infectologista